25 mai 2022

A Central Projectos apoia as empresas de serviços a obterem fundos do PRR

Categoria Notícias
  • A Central Projectos apoia as empresas de serviços a obterem fundos do PRR
  • A Central Projectos apoia as empresas de serviços a obterem fundos do PRR
  • A Central Projectos apoia as empresas de serviços a obterem fundos do PRR
  • A Central Projectos apoia as empresas de serviços a obterem fundos do PRR

As intervenções em edifícios, visando a sua sustentabilidade e a reabilitação energética, encontram-se entre as medidas com maior efeito multiplicador na economia, gerando emprego e riqueza a nível local e nacional. Está, por isso, identificada em diversos estudos como sendo uma das medidas mais relevantes para fomentar a recuperação da economia na fase pós COVID-19.


A aposta na eficiência energética dos edifícios é uma prioridade para a recuperação económica alinhada com a transição climática, de acordo com os objetivos do Pacto Ecológico Europeu. Este Programa enquadra-se, entre outros, na iniciativa Europeia "Vaga de Renovação", especialmente dedicada à renovação dos edifícios e que visa abordar as atuais baixas taxas de renovação em toda a UE, além de fornecer uma estrutura para que a renovação desempenhe um papel fundamental no apoio a uma recuperação verde e digital.


A nível nacional esta iniciativa enquadra-se no Plano Nacional Energia e Clima 2030 (PNEC 2030), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 53/2020, de 10 de julho, na Estratégia de Longo Prazo para a Renovação dos Edifícios (ELPRE), aprovada pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 8-A/2021, de 3 de fevereiro, e no Programa de Eficiência de Recursos na Administração Pública para o período até 2030 (ECO.AP 2030), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 104/2020, de 24 de novembro, estando totalmente alinhada com os objetivos nacionais em matéria de energia e clima com vista a alcançar a neutralidade carbónica em 2050 (RNC 2050), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 107/2019, de 1 de julho.


Reabilitar e tornar os edifícios energeticamente mais eficientes potencia o alcance de múltiplos objetivos, designadamente, a melhoria dos níveis de conforto para os seus utilizadores, nomeadamente o térmico, a melhoria da qualidade do ar interior, o benefício para a saúde, a promoção da produtividade laboral, a extensão da vida útil dos edifícios, o aumento da sua resiliência, a redução da fatura e da dependência energética do país, bem como a redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE). A renovação energética e ambiental promove ainda melhorias noutras dimensões do desempenho dos edifícios como a eficiência de outros recursos, em particular os recursos hídricos, pelo forte nexus com o respetivo consumo energético, e constitui ainda um importante contributo para a resiliência climática dos edifícios, das cidades e, por consequência, do próprio país.


Nos termos da Decisão de Execução do Conselho de 6 de julho de 2021 que aprova o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para Portugal (2021/10149), a operacionalização desta iniciativa será efetuada através do Fundo Ambiental (FA), que tem por finalidade apoiar políticas ambientais que fomentem um desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos objetivos e compromissos nacionais e internacionais, designadamente os relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, à qualidade do ar, aos resíduos e à conservação da natureza e biodiversidade. Tal apoio traduz-se no financiamento de entidades, atividades ou projetos que, entre outros, ajudem na mitigação das alterações climáticas, através de ações que contribuam para a descarbonização da economia e, desta forma, para o cumprimento de metas, designadamente no domínio da descarbonização, das energias renováveis e da eficiência energética.


O presente aviso enquadra-se no Regulamento (UE) n.º 2021/241, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 12 de fevereiro de 2021, e estabelece as regras de atribuição de financiamento do programa "Eficiência Energética em Edifícios de Serviços" no âmbito do investimento "TC-C13-i03 - Eficiência Energética em Edifícios de Serviços" da "Componente C13 - Eficiência Energética em Edifícios" do Plano de Recuperação e Resiliência, nos termos da Decisão de Execução do Conselho de 6 de julho de 2021 que aprova o PRR para Portugal (2021/10149).


Poderá consultar o aviso de abertura de concurso para o investimento "TC-C13-i03 - Eficiência Energética em Edifícios de Serviços" (N.º 01/C13-i03/2022) aqui .

 

Âmbito geográfico


O programa "Eficiência energética em edifícios de serviços" abrange o território de Portugal Continental.

 

Beneficiários


São beneficiários deste Aviso pessoas coletivas e singulares proprietários de edifícios de comércio e serviços do setor privado existentes, nos termos da alínea w) do artigo 3.º do Decreto-Lei 101-D/2020, de 7 de dezembro, na sua redação atual, e que exercem atividade comercial nesse edifício, incluindo as entidades que atuam na área do turismo e as entidades da Economia Social nos termos do disposto no artigo 4.º da Lei n.º 30/2013, de 8 de maio de 2013, na sua redação atual.

O presente Aviso tem como objetivo apoiar candidaturas que podem integrar as seguintes tipologias de intervenção a desenvolver num edifício ou em múltiplos edifícios contemplados no mesmo Certificado Energético, conforme evidenciado na tabela em anexo no presente artigo.
Download de ficheiros
Diversos - Clique para abrir
Quadro 1 – Tipologia e subtipologias de intervenção.pdf 89,8 KB
Últimos artigos
22 jun 2022
Projetos Viários | Central Projectos
A Central Projectos já tem elaborado alguns projetos viários, com destaque para os projetos de Ampliação do Parque Empresarial do Casarão em Águeda, de Requalificação da Rua D. José Alves Correia da Silva em Leiria, de requalificação da Av. António dos Santos em Santarém.
20 jun 2022
Escola Básica de Frielas - Loures
O edifício existente, localizado na Rua Quinta do Pinto, Loures, apresenta-se com condições insuficientes e limitativas a nível de utilização, não correspondendo aos requisitos atuais, tornando-se num dos fatores mais importantes que impulsionou o projeto de uma nova escola, o qual a Central Projetos ficou responsável por desenvolver, quer a nível da arquitetura, quer das restantes especialidades.
09 jun 2022
Obra de Infraestruturas na área de implantação do Parque Empresarial do Casarão (PEC) - Fase 2
A Central Projectos continua a acompanhar a execução da obra de Infraestruturas na área de implantação do Parque Empresarial do Casarão (PEC) - Fase 2
Partilhar artigo Partilhe este artigo nas redes sociais
x
O nosso website usa cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o website, confirma que aceita a sua utilização. Esperamos que esteja de acordo. Política de Utilização de Cookies.