12 mar 2019

Projeto do Centro de Negócios de Aljustrel

Categoria Projetos
  • Projeto do Centro de Negócios de Aljustrel
  • Projeto do Centro de Negócios de Aljustrel
  • Projeto do Centro de Negócios de Aljustrel
  • Projeto do Centro de Negócios de Aljustrel

Vila de Aljustrel terá um novo Centro de Negócios.

O Centro de Negócios de Aljustrel será instalado no local do antigo Matadouro Municipal de Aljustrel. Um edifício que se encontra em avançado estado de degradação e cujo imóvel não encerra qualquer interesse Urbanistico-Arquitectónico, sendo alvo de demolição integral.

Integrado numa perspetiva, de futuro desenvolvimento urbanístico no contexto urbano da Vila, num sector de considerável potencial, o lote objeto da intervenção dará lugar não apenas à instalação do Centro de Negócios, mas também à criação de novos fluxos rodoviários com a execução de uma nova artéria pedonal e rodoviária que permitirá encurtar distâncias a outros equipamentos de interesse da Vila, desde o acesso da Rua de Olivença ao Centro de Saúde, à Escola Secundária Manuel de Brito Camacho.

Na intervenção de base, para além das demolições indicadas e das movimentações de terras necessárias à implantação do imóvel, constará a construção de um edifício designado por Centro de Negócios de Aljustrel. O edifício, que se desenvolve por dois pisos, poderá assumir-se de uma forma generalista como um edifício de escritórios semelhante a uma "Incubadora de Empresas", composto por 12 espaços de escritórios; um gabinete de apoio administrativo; uma sala polivalente; duas salas de reuniões de utilização coletiva; um centro de internet/biblioteca, para além das divisões técnicas necessárias ao seu bom funcionamento.

O acesso aos espaços de trabalho é processado por um sistema de galeria em ambos os pisos, em torno de um jardim interior descoberto, privilegiando um ambiente natural e de proximidade entre o espaço natural e o espaço profissional.

A área de cobertura está dotada de uma divisão técnica e de uma galeria perimetral acessível para localização das unidades de aquecimento, ventilação e ar-condicionado.

Todo o projeto de execução foi desenvolvido sob otimização económica versus qualidade, dando-se cumulativamente cumprimento às pretensões do Dono de Obra - Município de Aljustrel.

O terreno de implantação da construção apresenta-se com uma ligeira pendente para ambos os alçados, facto que foi aproveitado para diminuir a intervenção ao nível da movimentação de terras quer para obtenção de cotas necessárias à execução de fundações, quer das cotas definidas para os pisos em relação aos passeios pedonais que irão circundar e marginar com o futuro edifício.

O edifício será assente numa construção pelo sistema tradicional de elementos estruturais - pilares, vigas, lajes - em betão armado, com paredes exteriores formadas por blocos de betão e interiores em tijolo cerâmico perfurado de diferentes espessuras. Ambos os paramentos verticais serão revestidos pelo sistema de isolamento térmico pelo exterior, vulgo ETICS.

As paredes interiores de separação entre os gabinetes de trabalho serão maioritariamente executadas em placas duplas de gesso cartonado em cada pano, com caixa-de-ar preenchida com duas mantas de lã de rocha, visando o isolamento e o conforto acústico dos utilizadores nos diferentes gabinetes de escritório.

Todas as divisões de trabalho possuirão teto falso em placas de gesso cartonado. O teto falso das galerias de distribuição, como elemento exterior, será executado com lâminas de alumínio termolacado, para ocultação dos sistemas de iluminação e ventilação.

A Vila de Aljustrel passará assim a contar com um espaço que será catalisador no crescimento e na fixação das suas microempresas.

O projeto de arquitetura do edifício foi da autoria do Arq.º Carlos Ganhão, tendo as especialidades sido desenvolvidas pela Central Projectos (CP).

Na CP reunimos uma equipa multidisciplinar, com conhecimentos técnicos alargados que permitem pensar os projetos como um todo e em que as soluções projetadas se complementam, sendo um desses exemplos a criação de uma "Incubadora de Empresas" em Aljustrel.

 

Da Fonseca, Bruno

Últimos artigos
16 out 2019
Ampliação de Escola Básica Integrada 123 Escalada
25 set 2019
Medidas de Autoproteção do Centro Educativo de Dornelas do Zêzere
24 set 2019
SUSTENTABILIDADE DA CONSTRUÇÃO CIVIL: A UTILIZAÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS
Partilhar artigo Partilhe este artigo nas redes sociais
x
O nosso website usa cookies para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Ao utilizar o website, confirma que aceita a sua utilização. Esperamos que esteja de acordo. Política de Utilização de Cookies.